terça-feira, 23 de novembro de 2010

Tomb Raider II: The Dagger of Xian



Introdução

Geralmente quando uma continuação de game ou filme é lançada, apenas pelo ponto de vista comercial, é muito provável que esta continuação seja um fiasco, e perca completamente a idéia original. Com Tomb Raider II isto não se aplica: a continuação é perfeita, com inovações na medida certa e mantendo ainda a essência do game anterior.
Em 1997, a existência de uma protagonista feminina já havia deixado de ser um tabu. O sucesso de Lara Croft foi estrondoso e Tomb Raider II, um ano após o seu lançamento, ganhou o Origins Award por ser considerado o melhor jogo de ação lançado em 1997.
Com o avanço da tecnologia 3D, os cenários deste game foram complexamente construídos para ser palco de uma história intensa, com ação do início ao fim. Aliando-se a isto, temos a dificuldade intensificada, o que deixa os menos habilidosos sem conseguir avançar no game, pois, além de exigir uma jogabilidade razoável, será preciso um bom senso aguçado para conseguir resolver os enigmas, que também estão mais difíceis comparados à versão anterior do game.   
Todos estes fatores contribuíram para aumentar a longevidade do game. Ao todo são 16 fases muito bem elaboradas e que rendem muitas horas de jogo. Os jogos da série Tomb Raider são os mais longos do gênero de aventura e ação. Isso aumentou ainda mais o sucesso da franquia e tornou Lara Croft a arqueóloga mais conhecida do planeta. Um excelente jogo pra quem é fã de jogos de aventura, uma mistura perfeita de ação e puzzles.






Gráficos e Sons

Estamos analisando gráficos de um Playstation no ano de 1997. Para a época eram gráficos excelentes.
Comparando a versão anterior do game, Tomb Raider II sofreu mudanças nas texturas e correção de alguns bugs, até mesmo o visual da protagonista foi modificado para melhor. Agora Lara possui tranças no cabelo e curvas mais arredondadas, deixando assim o visual mais agradável.
As fases estão muito bem desenhadas, com destaque Veneza e Tibete. As animações exibidas foram muito bem construídas possibilitando entender a história perfeitamente.
A ausência de uma trilha sonora ainda continua presente, porém não tão intensa igual ao game anterior. Quem jogou o Tomb Raider anterior e, em seguida jogou este, com certeza notou alguma mudança: as músicas tocam poucas vezes e os movimentos de Lara fazem mais sons e são mais naturais. A pouca existência de sons durante o game é pouco notado, pois o jogo prende a atenção de uma maneira intensa com a qual grande parte dos jogadores não se importam.





Jogabilidade

Uma jogabilidade um pouco complexa para quem não esta habituado a utilizar vários botões simultaneamente, e mais complexa ainda para quem não consegue executar comandos rápidos em questão de segundos.
Lara possui uma grande quantidade de movimentos: todos simples de serem executados. A combinação destes movimentos são essenciais para sair de armadilhas, algumas vezes mortais. Para se familiarizar com os comandos, existe o Croft Manor, uma fase tutorial sem ligação com a história principal do game.
Todos os comandos do game anterior estão presentes aqui e alguns comandos novos foram adicionados. Agora Lara pode escalar escadas e paredes escaláveis, pode parecer pouco, mas este movimento aumentou de maneira incrível a acessibilidade das fases, tornando as mesmas enormes em questão de tamanho. Outro movimento possível é o giro de 180º durante o pulo e embaixo d'água. Estes movimentos são essenciais para escapar de tiroteios ou auxiliar uma fuga aquática.
Em geral as fases estão bem grandes e recheadas de armadilhas, tornando este Tomb Raider bem mais difícil que o anterior. Os segredos agora são miniaturas de dragões orientais ( característicos da cultura chinesa, visto que a trama se passa na China). Todas as fases, exceto a última e penúltima, possuem 3 segredos: Um dragão branco, um verde e outro amarelo. Junto a alguns destes dragões, ocasionalmente virá munição em abundância.
O sistema de savepoints ficou perfeito. Para salvar o game, basta acessar o inventário e ir até o livro vermelho e salvar o game onde e quando quiser. Em algumas fases será necessário salvar constantemente devido ao alto risco de morte.


 



O enredo de Tomb Raider 2 gira em torno da Dagger of Xian, um artefato místico com poderes sobrenaturais usada pelos antigos imperadores da China para controlar seus exércitos. Quando cravada em um coração, a adaga transforma a pessoa ferida em um dragão.
O video de abertura mostra a última batalha da China, onde a adaga foi usada pelo imperador e no auge da batalha, os monges do Tibet removeram a adaga do dragão e trouxeram a derrota para o império da China. Após a batalha, a adaga foi devolvida a seu santuário na grande muralha da China e guardada por séculos.
Lara tem o objetivo de encontrar esta adaga, mas ela não é a única. Um milionário da máfia italiana, conhecido como Marco Bartoli, também esta atrás do artefato. E neste contexto, inicia-se uma corrida frenética para impedir o mal uso da adaga.
O enredo do game tem início na grande muralha da China, onde Lara procura o santuário da adaga. No entanto, a chave para a entrada do santuário está desaparecida e a procura desta chave leva Lara até Veneza, Mar Adriático e Tibet, numa aventura repleta de ação.




   Fases

    •    The Great Wall
    •    Venice
    •    Bartoli's Hideout
    •    Opera House
    •    Offshore Rig
    •    Diving Area
    •    40 Fathoms
    •    Wreck of the Maria Doria
    •    Living Quarters
    •    The Deck
    •    Tibetan Foothils
    •    Barkhang Monastery
    •    Catacombs of the Talion
    •    Ice Palace
    •    Temple of Xian
    •    Floating Islands
    •    The Dragon's Lair
    •    Home Sweet Home



    •    No total são 48 segredos escondidos pelas fases. Não há segredos somente em The Dragon's Lair e Home Sweet Home. Não há prêmios em coletar todos os segredos, exceto algumas munições que vem junto aos segredos

    •    Confira no final desta análise a localização de todos os segredos do game separados por fases.





    Conclusão

    Tomb Raider II é uma continuação que fez um tremendo sucesso, considerado por muitos o melhor game da série. O auge da franquia se deu com este game. Muitos foram seus pontos positivos e inovações, sendo o jogo diversificado e durável, difícil de enjoar.
    A mistura entre ação e puzzles ficou perfeita e super desafiadora. A dinâmica de exploração conseguiu ficar ainda melhor e grande parte do que faltava e/ou atrapalhava no game anterior, como o enredo, foi bem trabalhado em Tomb Raider II.
    Esta segunda versão da série chegou muito perto da perfeição. Apenas alguns poucos bugs e a dificuldade do game são alguns pontos negativos para quem não está acostumado, mas isso é irrelevante perto da grandiosidade do game. Tomb Raider II também é um clássico da década de 90 e tem seu valor registrado na memória de apreciadores de games de aventura, onde os games da franquia Tomb Raider são os melhores do gênero para o Playstation.




    Nota Final :  10

    Confira também a análise de:



    Dicas :

    • Os truques abaixo so funcionam na versão americana do game.
    • Pular de fase : Em terra firme pressione  , de um passo para , um passo para , outro para , um para  e um para , solte  e de três voltas 360º em qualquer direção e pule para frente apertando   no meio do pulo. Se você fizer tudo corretamente Lara ficará congelada no alto e a próxima fase será carregada.

    • Todas as armas : Em terra firme, pressione , de um passo para , um passo para , outro para , um para  e um para , solte  e de três voltas 360º em qualquer direção e pule para tras apertando no meio do pulo. Um som especial confirmará o truque.

    • Explodir Lara : Acenda um Flare e pressione  , de um passo para , um passo para, outro para , um para  ,um para , solte  e de três voltas 360º em qualquer direção e pule para frente apertando  no meio do pulo. 


    Segredos :

    Confira abaixo a localização dos segredos em Tomb Raider II: The Dagger of Xian


    •  The Great Wall
    video

    • Venice
    video

    • Bartoli's Hideout
    video

    • Opera House
    video

    •  Offshore Rig
    video

    • Diving Area
    video

    • 40 Fathoms
    video

    • Wreck of the Maria Doria
    video

    • Living Quarters

    video

    • The Deck
    video


    • Tibetan Foothils
    video


    • Barkhang Monastery
    video


    • Catacombs of the Talion
    video

    • Ice Palace
    video


    • Temple of Xian
    video


    • Floating Islands
    video
     

    quinta-feira, 11 de novembro de 2010

    Donkey Kong Country



    Numa época em que os consoles 3D ganhavam vida (Playstation e Sega Saturno), o Super Nintendo ainda se esforçava para manter-se no mercado, e foi em 1994 que foi lançado uma de suas mais belas franquias: Donkey Kong Country.
    Donkey Kong pegou muitos jogadores de surpresa pois era pouco esperado tanta qualidade sonora e visual com um estilo 3D pré-renderizado vindo de um Snes (Super Nintendo). Este game fez parte de uma intensa campanha de Marketing, fazendo com que o Snes vendesse mais de 8 milhões de cópias ao redor do mundo. E em pouco tempo a franquia Donkey Kong Country tornou-se um Best Seller, desbancando de vez o Mega Drive, que na época tinha como principal lançamento Sonic The Hedgehog 3. Pode-se dizer que o fim da vida útil do Mega Drive deu início com o lançamento de Donkey Kong, que trouxe a atenção da maioria dos jogadores de volta ao Super Nintendo.
    Donkey Kong Country coloca o jogador no controle de Donkey Kong e Diddy Kong, sendo que cada um possui suas particularidades: o gorila Donkey Kong possui força bruta em sua vantagem enquanto Diddy é mais rápido e ágil.





    Juntos, Donkey e Diddy Kong ingressam numa aventura percorrendo 40 fases diferentes para recuperar o estoque de bananas de Donkey Kong, que foi roubado pelo terrível King K. Rool, um crocodilo que pretende também dominar a ilha dos macacos.
    Jogos de plataforma não possuem uma história forte e marcante. Não é diferente com Donkey Kong Country:  o enredo é bem chulo. Mas o forte do game nunca foi a história e sim curtir a diversão e desafio ao longo das fases até chegar no final.Um excelente jogo para jogar com amigos.
    O game é bem dinâmico, podendo ser jogado sozinho ou junto com outro jogador, É claro que para os padrões atuais o game pode parecer fácil e infantil, mas para a época, Donkey Kong era sinônimo de desafio. Esta primeira versão da série é realmente considerada fácil mas isto não se aplica aos Donkey Kongs posteriomente lançados.




    Devido aos cenários que utilizam de gráficos 3D pré-renderizados, o visual de Donkey Kong Country é deslumbrante: fases lindas e bem trabalhadas o tempo todo, sendo a quantidade de detalhes imensa, dando uma bela sensação de relaxamento ao jogador.
    Em algumas fases, nota-se uma mudança climática muito bem feita: uma chuva intensa pode-se tornar uma nevasca. Essa diversidade de cenários faz com que o jogo não se torne enjoativo.
    A parte sonora é excelente: cada inimigo, objeto ou lugar tem seu som característico.
    Vindo de um Super Nintendo, é inesperado uma qualidade de som tão trabalhada como neste jogo, por exemplo, em uma caverna os sons geram ecos, ou quando um barril é arremessado em um monte de neve, o som sai abafado. Até então, efeitos sonoros nunca haviam sido bem trabalhados como neste game, sendo o pioneiro nesta área.
    A trilha sonora deste Donkey Kong foi composta por David Wise, cujas músicas fazem o ambiente. Cada cenário possui um tema característico e marcante. Em florestas, as músicas são mais alegres, em cavernas ou templos, já são mais lentas e tensas; em fases aquáticas elas são bem relaxantes e tranquilas, enquanto que nos chefes, as músicas são mais agitadas e aumentam a adrenalina do momento. Resumindo, a trilha é fantástica.
    Confira no final desta análise a trilha sonora de Donkey Kong Country.




    O game traz uma jogabilidade fácil e simples em que todos os comandos são executados em tempo real.
    Durante as fases o jogador irá encontrar letras que formam a palavra KONG, colete todas e adquira uma vida extra.
    Donkey Kong Country é jogo que começa super fácil e tem seu nível de dificuldade elevado prorpocionalmente ao aproximar-se do fim. Em algumas fases, bastará um único erro para perder uma vida.


    Fases

    Kongo Jungle

    Jungle Hijinxs
    Ropey Rampage
    Reptile Rumble
    Coral Capers
    Barrel Cannon Canyon
    Very Gnawty's lair

    Monkey Mines

    Winky's Walkway
    Mine Cart Carnage
    Bouncy Bonanza
    Stop & Go Station
    Millstone Mayhem
    Necky's Nuts

    Vine Valley

    Vulture Culture
    Tree Top Town
    Forest Frenzy
    Temple Tempest
    Orang-Utang Gang
    Clam City
    Bumble B Rumble

    Gorilla Glacier 

    Snow Barrel Blast
    Slipslide Ride
    Ice Age Alley 
    Croctopus Chase
    Torchlight Trouble
    Rope Bridge Rumble
    Really Gnawty Rampage

    Kremkroc Industries Inc. 

    Oil Drum Alley
    Trick Track Trek
    Elevators Antics
    Poison Pond
    Mine Cart Madness
    Blackout Basement
    Chimp Caverns
    Boss Dumb Drum

    Chimp Caverns

    Tanked Up Trouble
    Manic Mincers
    Misty Mine
    Loopy Lights
    Plataforms Perils
    Necky's Revenge

    Gang-Plank Galleon 

     
    • Bonus Stage: Existem muitos Bonus Stages espalhados entre as fases, excluindo as fases aquáticas, que não possuem bonus algum. Muitos desses Bonus Stages são paredes secretas que são reveladas quando se joga algum barril contra as mesmas. Existem também barris especiais em locais aparentemente inacessíveis que levam aos Bonus Stages.
    • Outra espécie de Bonus Stage é acessada coletando-se 3 exemplares do mesmo animal dourado (Rinoceronte, Avestruz, Peixe Espada ou Sapo), que são espalhados nas fases do game. Coletando 3, automaticamente o Bonus Stage é acessado.





    Donkey Kong é um dos jogos mais queridos do Snes. Tal sucesso garantiu a franquia algumas continuações.  É um game desafiador e proporciona muitas horas de diversão até chegar ao final. Após terminar o game uma vez, provavelmente o jogador não irá gostar de jogá-lo novamente devido à falta de conteúdo extra. Aos mais habilidosos, fica o desafio de terminar o game com 101%, que só é possível encontrando todos os Bonus Stages de todas as fases.
    Enfim, o clássico Donkey Kong Country marcou o ano de 1994 devido a sua excelência técnica inesperada. É uma ótima pedida aos apreciadores de jogos de aventura da geração passada.




    Nota Final : 8


    Confira também a análise de:




      Trilha Sonora

      •  Gang-Plank Galleon




      video 

      •  Fear Factory

      video

      •  Mine Cart Madness

      video


      • Simian Sague

      video

      sábado, 6 de novembro de 2010

      Sonic The Hedgehog 3





      Depois de pelo menos duas aventuras lançadas no Mega Drive, o sucesso autêntico levou Sonic às luzes da fama, tornando-o um dos mais famosos ícones dos anos 90. Desta maneira foi mais que  natural que nos primeiros meses do longínquo ano de 1994 Sonic regressasse para uma nova aventura.


      Finalmente em 1994 é lançada a sequência do mega sucesso Sonic the Hedgehog 2. Neste ano a indústria de games estava diferente do ano de 1992, quando Sonic 2 marcou época. Neste mesmo ano com Sonic 2, a SEGA desbancou a Nintendo que tinha Super Mario como seu representante principal. Já em 1994, a Nintendo conseguiu uma boa vantagem no mercado de games com o lançamento de Donkey Kong Country e Final Fantasy IV. 
      Ainda em 1994, houve também uma brusca queda na venda de jogos com repercussão mundial. Foi uma época em que somente jogos que causaram impacto foram bem vendidos, como foi o caso de Donkey Kong Country e Final Fantasy IV.Neste contexto Sonic 3 não vendeu bem e foi pouco notado, mas foi muito bem recebido por fãs e críticos da década de 90.
      Sonic The Hedgehog 3 é um protótipo do game Sonic 3 & Knuckles, que seria lançado posteriormente, o que o torna um game relativamente pequeno. Já em Sonic 3, surge o personagem Knuckles, um equidna, porém ele não é um personagem jogável nesta versão. Em Sonic 3, por outro lado, é possível controlar apenas Sonic ou Tails.
      Este Sonic trouxe uma novidade na série: junto ao cartucho vinha acoplado uma bateria, que possibilitava ao jogador salvar o progresso do game, sendo o jogo salvo automaticamente ao fim de cada zona, e cada Chaos Emerald recuperada
       



      Quase que explorando o limite dos 16-bits, Sonic The Hedgehog 3 dá um show no visual gráfico, cenários de frente e fundo se mesclam com harmonia. Pode-se afirmar que este game, em questão gráfica, supera seus antecessores. Tal melhoria deu maior riqueza aos detalhes de cada fase, possibilitando fases maiores e completas, além de novas interações com os cenários.
      Mais uma vez a trilha sonora de Sonic continua impecável, porém o número de compositores foi um pouco maior, incluindo o rei do pop Michael Jackson e seu produtor Brad Buxer. Devido à curta duração deste game, a trilha sonora consequentemente tambem é curta, porém belíssima no seu todo. Em algumas músicas é possível notar o estilo musical de Michael Jackson como em Carnival Night Zone que se assemelha a música "Jam" do álbum Dangerous, e o tema de Ice Cap Zone seria uma versão acelerada de "Who is it", do mesmo álbum.
      Tamanha é a influência do rei do pop em Sonic The Hedgehog 3, que a música dos créditos é a mesma música "Stranger in Moscow", que só foi lançada por Michael um ano após o lançamento do game.







      A jogabilidade continua a mesma dos games anteriores, anexada à novas habilidades que podem ser executadas por Sonic e Tails, confira:

      Habilidades de Sonic: Sonic pode somente usar suas habilidades caso aperte o botão de pulo durante um pulo.

      •    Sem escudo - Sonic controla melhor o pulo.
      •    Escudo Água - Sonic se joga no chão para aumentar o alcance do pulo. Com este escudo ainda é possível ficar embaixo d'água sem precisar de oxigênio
      •    Escudo Relâmpago - Dobra o alcance do pulo. Este escudo ainda atrai moedas para Sonic
      •    Escudo Fogo - Sonic se transforma numa bola de fogo para atacar inimigos. Este escudo ainda protege Sonic de armadilhas de fogo.


      Habilidades de Tails

      •    Voar - aperte continuamente o botão de pulo para iniciar voo. Utilize desta habilidade para explorar as alturas dos cenários. Tails se cansa rapidamente portanto não demore a pousar. A cauda de Tails também serve como ataque durante o vôo.
      •    Nado - Dentro d'água a habilidade de voar se transforma em nado e os ataques das caudas não funcionam.




        Sonic 3 começa exatamente após o fim de Sonic 2 onde o Death Egg cai em uma ilha. Enquanto Eggman tenta recuperar o que sobrou do Death Egg ele conhece Knuckles, último membro da antiga civilização dos equidnas. Como último membro da sua tribo, ele tem a missão de proteger a Master Emerald, que é a fonte de energia que faz com que a Ilha Flutue.
        Usando artimanhas para enganar o equidna, Eggman o convence que Sonic e Tails são uma ameaça para Master Emerald, deste modo, o caminho estaria livre para Eggman usar a Master Emerald para reconstruir o Death Egg.
        As fases estão enormes com vários caminhos a se seguir, chega a ser quase impossível memorizar uma rota. Os cenários ficaram interativos onde, por exemplo, pode-se utilizar uma tirolesa para coletar moedas. O esquema das moedas ocorreu uma mudança: colete 100 para ganhar uma vida extra e agora com 50 moedas encoste em um marcador de checkpoint para ser levado ao Bonus Stage.O Bonus Stage tambem sofreu uma mudança: não serve mais para conseguir as Chaos Emeralds. Agora serve para conseguir itens de suporte como moedas, escudos ou até mesmo vidas extras.Para se conseguir as Chaos Emeralds, você deve entrar nos Specials Stages, que são moedas gigantes, escondidos nas fases. Assim que encontrar uma, pule nela e você começará o desafio do Special Stage.
        O enredo deste game ficou um pouco curto até o lançamento de Sonic & Knuckles: apenas 6 zonas com 2 atos cada. Confira abaixo :


            FASES

        •    Angel Island Zone
        •    Hydrocity Zone
        •    Marble Garden Zone
        •    Carnival Night Zone
        •    Ice Cap Zone
        •    Launch Base Zone
         

        •    Special Stages: o objetivo aqui é pegar as bolas azuis e desviar das vermelhas. As bolas cinzas servem como objetos de colisão. Se as azuis vierem em sequências onde é possível circular ao redor delas, todas se transformarão em moedas. Caso encoste em uma bola vermelha, você deixará o Bonus Stage. Coletando o número de bolas azuis exigido, você consegue a Chaos Emerald.
        •    Lembrando que coletando todas as 7 Chaos Emeralds, Sonic pode se transformar em Super Sonic. Caso pegue 50 moedas, dê um pulo duplo para ocorrer a transformação.

        •    Muitos jogadores ficam presos na fase Carnival Night Zone - Act 2. Quando encontrar um barril giratório que sobe e desce impedindo sua passagem, não se desespere! É realmente super simples passar desta parte. Basta apenas pular nesse barril e quando ele subir, pressione o direcional para cima, e quando ele descer, pressione o direcional para baixo. Deste modo o barril irá liberar a passagem.





          Sonic The Hedgehog 3 inovou bastante em gráficos e jogabilidade, porém o enredo deixou a desejar: além de ser bem curto, o jogo acaba de forma inesperada, e o final é muito vago não dando muitos detalhes. Somente 7 meses depois do lançamento de Sonic The Hedgehog 3, foi lançado Sonic & Knuckles com a tecnologia revolucionária lock-on, uma abertura na parte superior do cartucho.
          Com o lock-on era possível tra¬zer novidades a jogos lançados anteriormente. A lock-on era apenas uma estratégia de marketing, tendo sido usado apenas nesse título. Foi uma maneira de resgatar os fãs de Sonic 3 e dar uma continuidade á historia deste game. 
          Portanto, jogar Sonic 3 requer obrigatoriamente jogar Sonic 3 & Knuckles para entender a história e finalizar o game 100%.




          Nota Final : 8.8


          Confira também a análise de:


            Bonus Stages

            • Confira a localização dos Specials Stages :

            •  Angel Island Zone - Atos 1 e 2

            video

            • Hydrocity Zone - Atos 1 e 2

            video

            • Marble Garden Zone - Ato 1

            video

            • Marble Garden Zone - Ato 2

            video

            • Carnival Night Zone - Atos 1 e 2

            video


            • Ice Cap Zone - Atos 1 e 2

            video


            • Launch Base Zone - Atos 1 e 2

            video


            Trilha Sonora

            • Confira parte da trilha sonora :
            • Hydrocity Zone - Ato 2 

            video
            • Marble Garden Zone - Ato 2

            video